sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Onde encontrar o CD Arca de Noé de Vinicius de Moraes


Nos sites mercado livre, submarino você até consegue encontrar pessoas que estão vendendo

Caso queiria abaixar
eu usei esses link (obs: não são meus, mas usei para conseguir)

Arca de Noé Volume 1
http://www.4shared.com/file/41269993/8b5d4d66/Cantigas_da_Arca_de_No_Vol1.html?s=1

Arca de Noé Volume 2
http://www.4shared.com/file/41271846/b78faccc/Cantigas_da_Arca_de_No_vol_2.html?s=1


Amei fazer esse projetopena que acabou!!! Sò ficaram os frutos hihih




BEIJOCAS ÓTIMO FINAL DE SEMANA

Arca de Noé Poema POrta


Essa foto do centro é a porta da escola e quando abre a aparece a foto da turma

foto das portas da casa deles

TEMA: A PORTA

Objetivos específicos: Ampliar o repertório musical das crianças. Aprender a ouvir/apreciar músicas diversas. Conhecer o poema e obra literária musicada “A porta”. Compreender que a porta projete nossas casas e que nossa família e amigos passam por ela para entrar em casa. Desenvolver a percepção auditiva, imaginação, através de um trabalho de musicalização.

Áreas do conhecimento: Natureza e Sociedade. Linguagem oral. Artes Visuais. Música.

Temas transversais: Pluralidade Cultural e Meio Ambiente.

Fontes de Estudo e pesquisa:

1. MORAES, Vinicius de. A Arca de Noé. Poemas infantis. São Paulo. Companhia das Letras.

Recursos utilizados: Papel canson, cola colorida, tinta guache marrom, imagens de animais, foto da porta de casa de cada criança, giz de cera.

Descrição do processo:

Conversamos sobre quem tinha porta em casa. Ouviram a música e após esse momento andamos pela escola para procurar as portas.

Em outro momento foi levado uma arca feita de caixa de sapato e com bichinhos de brinquedo, contamos a história dando ênfase que os bichos entraram pela porta na Arca. O registro foi pintar os animais com cola colorida e também a arca com tinta guache marrom.

Ao longo do processo as crianças ouviram a música e depois com violão e também com instrumentos de sucata foi feito um trabalho de musicalização, ou seja, prestar atenção na música e seguir o ritmo, construir o conhecimento musical, despertar e desenvolver o gosto pela música.

A conclusão do projeto foi a apresentação das fotos das portas da casa de cada um. A professora questionou como a porta iria abrir e um a um foi dizendo como queria que essa porta fosse aberta. Depois cada um desenhou quem passa por aquela porta (a família de cada um) usando giz de cera.

Foi produzida uma paródia do poema com o nome das crianças e seus comentários de como abre a porta de casa.

Comentários dos Alunos

Cada um falou como iria abrir a porta de casa.

“Aqui ta minha mãe” (Arthur mostrando a porta de sua casa)

“Vou fazer a porta do Arthur” (Daniel)

“Mãe, eu, pai” (Gabriel mostrando a porta de sua casa)

“Com a chave” (Laura, ao responder quando a professora perguntou Como abre a porta?)

“Meu Lucas” (Luiza mostrando a porta de sua casa)

“A família” (Luna falando da música)

Conclusão

As crianças gostaram da música. Ficaram admirados com o movimento da porta “abrir e fechar”. Todos participaram do processo com muito entusiasmo. Ao ver as fotos da porta de casa falavam de suas famílias e de sua casa demonstrando um grande afeto. Ao cantar a música todos já completam falando os nomes dos personagens (MENININHO, NAMORADO, COZINHEIRA E CAPITÃO)


A Porta

Vinicius de Moraes

Composição: Vinicius de Moraes / Toquinho

Eu sou feita de madeira
Madeira, matéria morta
Mas não há coisa no mundo
Mais viva do que uma porta.

Eu abro devagarinho
Pra passar o menininho
Eu abro bem com cuidado
Pra passar o namorado
Eu abro bem prazenteira
Pra passar a cozinheira
Eu abro de supetão
Pra passar o capitão.

(...)
Eu fecho a frente da casa
Fecho a frente do quartel

Fecho tudo nesse mundo
Só vivo aberta no céu!




A Composição dos meus alunos....cada um disse como iria abrir a porta

os meus sãos de 2 anos logo acabam copiando a resposta do amigo, mas está valendo


A PORTA

VINICIUS DE MORAES

COMPOSIÇÃO: TURMA DO PINGUIM G2 TARDE

EU SOU FEITA DE MADEIRA
MADEIRA, MATÉRIA MORTA
MAS NÃO HÁ COISA NO MUNDO
MAIS VIVA DO QUE UMA PORTA.

EU ABRO DEVAGARINHO PARA A TURMA DO PINGUIM

EU ABRO COM MUITO CUIDADO PRA PASSAR A FERNANDA

EU ABRO BEM RÁPIDO PRA PASSAR A AYUMI

EU ABRO DEVAGARINHO PRA PASSAR A MANUELA

EU ABRO RAPIDINHO PRA PASSAR O GABRIEL

EU ABRO BEM COM CUIDADO PRA PASSAR O ARTHUR

EU ABRO DEVAGARINHO PRA PASSAR O JOÃO VICTOR

EU ABRO BEM RÁPIDO PRA PASSAR A LUNA

EU ABRO DE SUPETÃO PRA PASSAR O DANIEL

EU ABRO DEVAGARINHO PRA PASSAR A LAURA

EU ABRO DEVARINHO PRA PASSAR A LUIZA

EU ABRO BEM RAPIDO PRA PASSAR A DANIELLE

(...)
EU FECHO A FRENTE DA CASA
FECHO A FRENTE DO QUARTEL
FECHO TUDO NESSE MUNDO
SÓ VIVO ABERTA NO CÉU!


quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Modelo novo de porta CD...sapinhos




Modelo novo de porta CD...sapinhos




Meninas o que acharam
Para o sapo é o circulo de 15 cm verde
e os olhos mais ou meosn 5,50 cm branco
e a bolinha preta 2,50 cm

Bjs de sapinhos
para todas
BEM VINDO OS NOVOS SEGUIDORES
AMEI
E OBRIGADA PELOS RECADOS!!!!!!!!!!11
E PELOS RECADOS QUE NÃO RECEBI TAMBÉM
BJS

terça-feira, 27 de outubro de 2009

O que aprendemos com Arca de Noé



O QUE APRENDEMOS COM ARCA DE NOÉ....

1- Não perca o barco.

2- Lembre-se de que estamos todos no mesmo barco.

3- Planeje para o futuro; não estava chovendo quando Noé construiu a arca...

4- Mantenha-se em forma; Quando você tiver com 60 anos, alguém pode lhe pedir para fazer algo realmente grande.

5- Não dê ouvido aos críticos. Apenas continue a fazer o trabalho que precisa ser feito.

6- Construa seu futuro em terreno alto.

7- Por segurança, viaje em pares.

8- A velocidade nem sempre é uma vantagem; os caramujos estavam à bordo, assim como os leopardos.

9- Quando estiver estressado, flutue por um tempo.

10- Lembre-se: a Arca foi construída por amadores, o Titanic, por profissionais.

11- Não importa a tempestade, pois quando você está com Deus, há sempre um arco-íris te esperando!




Fonte: http://www.bilibio.com.br/mensagem/

um ótimo dia a todos!!!
Logo vou postar mais arte em EVA e sobre o poema POrTA

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Dia 31 de outubro não é Halloween....


O Dia do Saci
Com o objetivo de diminuir a importância da comemoração do Halloween no Brasil, foi criado em caráter nacional, em 2005, o Dia do Saci ( 31 de outubro). Uma forma de valorizar mais o folclore nacional, diminuíndo a influência do cultura norte-americana em nosso país.

São Paulo Decretou 31/10: Dia do Saci
Contribuição de Da Redação
Sunday, 31 October 2004
Para valorizar a cultura brasileira e combater o

halloween, festa comemorada pelos norte-americanos e que vem

ganhando força no Brasil, a Prefeitura de São Paulo, em

janeiro de 2004, sancionou lei e criou o "Dia do Saci".


O projeto de lei de autoria da vereadora Tita Dias estabeleceu

o dia 31 de outubro como data para a comemoração e tem a

intenção de realizar neste dia eventos para reforçar as

figuras do folclore brasileiro como o saci, o boitatá, a iara e

o curupira.



Segundo a vereadora, esta é uma resistência contra a indústria

predatória norte-americana, que não tem valor algum para o

Brasil.



A vereadora disse ainda que personalidades como o cartunista

Ziraldo adoraram a criação do Dia do Saci, e que ele pode,

inclusive, ajudar na divulgação.


- link: Saci-Pererê


Lei nº 11.669, de 13 de janeiro de 2004
Projeto

de lei nº 1128/2003, do deputado Afonso Lobato - PV

Institui o "Dia do Saci"

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e

eu promulgo a seguinte lei:


Artigo 1º - Fica Instituído o "Dia do

Saci", a ser comemorado, anualmente, no dia 31

de outubro.

Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data

de sua publicação.

Palácio dos Bandeirantes, aos 13 de janeiro de 2004.


Geraldo Alckmin

Fala, Brasil!
http://www.brazil-brasil.com Tecnologia Joomla! Gerado: 27 October, 2009, 01:42
Cláudia Maria Costin - Secretária da Cultura


Arnaldo Madeira Secretário - Chefe da Casa Civil


Publicada na Assessoria Técnico-Legislativa, aos 13

de janeiro de 2004











O Halloween no Brasil começou a ser comemorado somente a

poucos anos e, mesmo hoje ainda está restrito às capitais e

grandes cidades.





- link: histórico

do halloween

Fala, Brasil!
http://www.brazil-brasil.com Tecnologia Joomla!



Quem é o saci
O Saci-Pererê é um dos personagens mais conhecidos do folclore brasileiro. Possuí até um dia em sua homenagem: 31 de outubro. Provavelmente, surgiu entre povos indígenas da região Sul do Brasil, ainda durante o período colonial (possivelmente no final do século XVIII). Nesta época, era representado por um menino indígena de cor morena e com um rabo, que vivia aprontando travessuras na floresta.
Porém, ao migrar para o norte do país, o mito e o personagem sofreram modificações ao receberem influências da cultura africana. O Saci transformou-se num jovem negro com apenas uma perna, pois, de acordo com o mito, havia perdido a outra numa luta de capoeira. Passou a ser representado usando um gorro vermelho e um cachimbo, típico da cultura africana. Até os dias atuais ele é representado desta forma.
O comportamento é a marca registrada deste personagem folclórico. Muito divertido e brincalhão, o saci passa todo tempo aprontando travessuras na matas e nas casas. Assusta viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, assusta cavalos e bois no pasto etc. Apesar das brincadeiras, não pratica atitudes com o objetivo de prejudicar alguém ou fazer o mal.
Diz o mito que ele se desloca dentro de redemoinhos de vento, e para captura-lo é necessário jogar uma peneira sobre ele. Após o feito, deve-se tirar o gorro e prender o saci dentro de uma garrafa. Somente desta forma ele irá obedecer seu “proprietário”.
Mas, de acordo com o mito, o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um importante conhecedor das ervas da floresta, da fabricação de chás e medicamentos feitos com plantas. Ele controla e guarda os segredos e todos estes conhecimentos. Aqueles que penetram nas florestas em busca destas ervas, devem, de acordo com a mitologia, pedir sua autorização. Caso contrário, se transformará em mais uma vítima de suas travessuras.
A crença neste personagem ainda é muito forte na região interior do Brasil. Em volta das fogueiras, os mais velhos contam suas experiências com o saci aos mais novos. Através da cultura oral, o mito vai se perpetuando. Porém, o personagem chegou aos grandes centros urbanos através da literatura, da televisão e das histórias em quadrinhos.
Quem primeiro retratou o personagem, de forma brilhante na literatura infantil, foi o escritor Monteiro Lobato. Nas histórias do Sítio do Pica-Pau Amarelo, o saci aparece constantemente. Ele vive aprontando com os personagens do sítio. A lenda se espalhou por todo o Brasil quando as histórias de Monteiro Lobato ganharam as telas da televisão, transformando-se em seriado, transmitido nas décadas de 1970-80. O saci também aparece em várias momentos das histórias em quadrinhos do personagem Chico Bento, de Maurício de Souza.








Fonte: http://pt.wikipedia.org
http://www.suapesquisa.com/musicacultura/saci-perere.htm
espacoeducar-liza.blogspot.com



sábado, 24 de outubro de 2009

Feira Cultura 2009

Conclusão do projeto ARca de Noé (:( tava tão legal)
A equipe, ale, nilma eu e rosy faltou a Joyce
As crianças que pintaram as nossas camisetas
A minha é diferente porque eles adoram o poema girassol
e quis representar
Arca coletiva de todas as turmas, minha mão está la no cantinho hihih

Professora Ale POema As Abelhas

Professora ALe Poema Porco
Professora Rosy Poema o PATO

Professora Rosy Poema O Gato e O leão

Professora Rosy poema "Peixe-espada" *ela usou garrafa de shampoo
Arco-iris coletivo (minha turma)
Cantinho da poesia. De todas as turmas poemas criados pelos pais
um mais lindo que o outro.
Cantinhos dos jogos
Professora vania: jogo da memoria, quebra-cabeça
Professora Rosy: Jogo de encaixar os bichos
Professora Ale^: Jogo dos sons dos animais

Poema a porta (depois eu posto como fiz todo o processo)

Poema o MOsquito (eu ja postei é só ir no marcador)

Poema a FOrmiga (também já postei é só conferir)



Poema girassol (Eles adoraram esse poema e estão cantando hihihih)
Os portifolios
Espero que vocês gostaram
teve mais de outras turmas
mas postei da Arca de Nóe
Parabens professoras
mostramos que é possivel ensinsar sim poesias para crianças de 2 a 3 anos hihihih
bjs mill no coraçãoo

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

meninasss e meninosss AVISO



Estou assim por esses dias
mas logo me ajeito bjs mil
Estou devendo viista para os blogger
perdãoo mill
Bjs na pontinha do nariz

Poema pinguim continuação....

TEMA: O PINGUIM

Objetivos específicos: Ampliar o repertório musical das crianças. Aprender a ouvir/apreciar músicas diversas. Conhecer o poema e obra literária musicada “O Pinguim”. Reconhecer o animal Pinguim.

Áreas do conhecimento: Natureza e Sociedade. Linguagem oral. Artes Visuais. Música.

Temas transversais: Pluralidade Cultural e Meio Ambiente.

Fontes de Estudo e pesquisa:

1. MORAES, Vinicius de. A Arca de Noé. Poemas infantis. São Paulo. Companhia das Letras.

2. Pesquisa dos pais.

3. Filme: Happy Feet Austrália/ EUA, 2006. Warner Bros.

Recursos utilizados: Giz de cera, desenho de pingüim, rolo de papel higiênico, tinta guache preta, papel colorido, tinta glitter, cola. TNT branco e preto e EVA laranja.

Descrição do processo:

Em uma roda de conversa apresentamos as pesquisas realizadas pelos pais junto com as crianças. Explicamos as principais características do animal pingüim e também contamos histórias com o fantoche de pinguim, que recebeu o nome de “Pipoca”. Eles escutaram o primeiro trecho da música.

Em outro momento cada um recebeu um desenho de um pingüim para colorir com giz de cera. Esse desenho foi recortado e virou o quebra-cabeça.

O registro do poema foi confeccionar um pingüim de rolo de papel higiênico. Usamos tinta preta, e papeis coloridos (laranja, amarelo e vermelho).

Finalizamos as atividades fantasiando as crianças de pinguim. A fantasia foi confeccionada com TNT branco e preto e o bico EVA laranja.

Comentários dos Alunos

“O pinguim tá no frio” (João Victor)

“É lindo o Pinguim” (Danielle)

“Ele nada rápido” (Daniel)

“É do Madagascar” (Luna)

“O do pingüim não é do passarinho” (Danielle)

“Ele está descansando o ovo” (Luna)

“Ele nasceu!!! Olha quanto pinguim” (Daniel)

“Pipoca” (Arthur, quando perguntamos qual seria o nome do nosso fantoche. A turma concordou).

“O pinguim anda assim” (Daniel)

Conclusão

Eles entenderam as principais características do pingüim, que ele mora no frio, come peixe, sabe nadar ou nadar bem rápido, e os filhotes nascem no ovo.

As atividades realizadas foram significativas para as crianças.